Entendendo o que é Orquidologia e Orquidofilia...

Atualizado: 30 de ago. de 2020

Por Gilvan Serafim Filho¹.


As contribuições da ciência e do hobby no cultivo das Orchidaceae.


Há décadas as orquídeas encantam e fascinam os amantes das plantas e da natureza, com suas cores vibrantes de diversos tamanhos e variadas formas. Estão entre as plantas mais admiradas, sendo amplamente estudadas, cultivadas e colecionadas pelos orquidólogos e orquidófilos de todo o mundo.


Vanda Pachara Delight (Híbrico comercial) - Foto e Cultivo: Orquidário EDS Mattos.

 
As orquídeas são da família botânica das Orchidaceae, uma das maiores famílias de plantas existentes e estão distribuídas por todos os continentes, exceto na Antártida, sendo sua maior distribuição nas áreas tropicais.
 

Orquidologia e Orquidofilia são termos que estão relacionados, mas cada um possui seu próprio significado e em ambos, há contribuição da botânica e taxonomia.


Afinal, o que é Orquidologia?


É a ciência que estuda a biologia das orquídeas, geralmente: Biólogos, Engenheiros Agrônomos, Florestais e Ambientais - quando envolvidos em pesquisas (baseadas na metodologia científica), contribuem com os conhecimentos sobre os mais diversos gêneros da grande família das Orchicaceae, coletando material botânico em campo (habitat), juntamente com dados ambientais diversos, para descrever as características da espécie (objeto de estudo). Para que esta etapa seja possível, o material botânico coletado precisa estar florido, em laboratório são feitos os estudos morfofisiológicos que descrevem todas as partes da planta, inclusive das flores e seus verticilos florais. Parte do material botânico coletado (planta e flores), são utilizados na confecção de exsicatas (amostra que é prensada no campo, seguida de secagem em estufa com temperatura apropriada, após esse processo, o material prensado e desidratado é fixado com cola e/ou costura em cartolina de tipo de papel específico e no tamanho A3, onde consta uma etiqueta contendo informações sobre a planta, ainda, coletor, identificador da espécie, data de coleta e local, para fins de estudos na botânica, taxonomia, ecologia, fitossociologia e afins). As exsicatas são depositadas em Herbários (instalações que reúnem coleções botânicas), dentro das Instituições de ensino Superior e/ou Pesquisas, cujos resultados são publicados em artigos científicos e disponibilizados para as comunidades acadêmicas e demais interessados.


Exsicata (Sobralia liliastrum) - Herbário Virtual - Reflora - Consulta Pública.

Fonte: http://reflora.jbrj.gov.br/reflora/herbarioVirtual

 

Sobre a Orquidofilia, o que precisamos saber?


Os orquidófilos (afinidade por orquídeas), são verdadeiros colecionadores e possuem um grande número de exemplares, geralmente, dentre as orquídeas de um orquidófilo, há espécies que atendem requisitos mais específicos e demandam muita atenção, não são plantas adquiridas numa sessão de supermercado (essas são orquídeas comerciais, geralmente melhoradas para florescerem bem e tornar o cultivo mais fácil). Orquidófilos adquirem suas plantas em orquidários que comercializam espécies dos mais variados gêneros, plantas legalizadas (obtidas através de técnicas diversas, como: clonagem meristemática, germinação controlada de sementes, ainda, cruzamento intra e intergenéricos (híbridos interessantes do ponto de vista orquiculturtal), divisão de touceiras e cortes de frentes desenvolvidas em plantas adultas. As espécies tidas nas coleções dos orquidófilos, são exemplares de diversos lugares, regiões e até países, sendo necessário ambientá-las de maneira que favoreça condições ideais, garantindo bom desenvolvimento e floração. Os orquidófilos amam desafios de cultivo, gostam de testar possibilidades, a maioria adora uma variedade cromática (plantas de um mesmo gênero com flores em diferentes tons), e formas simetricamente perfeitas.


Papilionanthe teres (Espécie da Asia Tropical) - Foto e cultivo: Gilvan Serafim Filho.

 

Os orquidófilos possuem muitos conhecimentos a respeito das orquídeas, compõem associações e discutem conhecimentos embasados nas suas práticas de cultivo, também em artigos e livros (conhecimentos pautados na ciência). As Associações Orquidófilas espalhadas pelo Brasil, promovem exposições, mostras, cursos, palestras e oficinas, essas ações contribuem significativamente com a orquidofilia e orquidologia no Brasil e com certeza influenciam o restante do mundo, pois integram, articulam e discutem sobre os mais variados temas por meio das redes sociais, convites para compor equipe de julgamento e participação na publicação de artigos.


Julgamento de plantas em exposição de orquídeas - Foto: Jairo Ribeiro/ASSOPE.

 

Logo, de forma direta e indireta, os orquidófilos também dão contribuições pautados na ciência, muitos são orquidófilos e orquidólogos sem desassociação do conceito e na prática, são verdadeiros estudiosos e excelentes cultivadores.


Exposição de orquídeas - Associação Paraibana de Orquidófilos/APO.

Foto: Gilvan Serafim Filho.


¹Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Católica de Pernambuco/UNICAP; possui curso de mestrado em ecologia pela Universidade Federal Rural de Pernambuco/UFRPE e curso de especialização em Perícia e Auditoria Ambiental pela Faculdade Frassinetti do Recife/FAFIRE.

137 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo